quarta-feira, 30 de maio de 2007

Sub-zero

Eu gosto bastante do frio. Mas ele tem, claro, suas desvantagens.

Hoje, por exemplo, está um dia polar em São Paulo. E é muito difícil fazer trabalhos manuais, por mais simples que sejam. Porque acho que nenhuma parte do corpo sofre tanto com o frio quanto os dedos das mãos (o peru encolhe, mas ao menos tá quentinho na cueca). Acordei e fui tocar violão, e foi um sofrimento brutal. Até o famigerado mi menor estava difícil de fazer (graças a deus que eu roubei uma palheta do meu primo, senão meus dedos estariam roxos). Mais tarde, fui tirar um queijo de dentro do plástico e gastei cerca de 36 minutos pra conseguir (e mesmo assim, pareceu que tinha passado um tufão pela mesa, catastróficas foram as conseqüências da batalha). Sou uma pessoa bem paciente, mas se aquela mussarela não fosse tão gostosa estaria embolada nos entulhos da casa de baixo agora.

Outros tipos de atividades também são prejudicadas pelo baixo desempenho da temperatura. Tipo fazer a barba. Já estou parecendo um dos Los Hermanos (embora meu desempenho no violão, na passagem citada, ateste gritantemente contra), tamanho o medo de sentir aquela água gelada batendo na minha cara. Mulher tem mais sorte, porque se depila com cera quente (e não venham com esse papo de que dói mais porque cada um escolhe o método que lhe proporciona mais prazer).

Bom mesmo nesse tempo é se jogar debaixo da coberta e ficar assistindo The Office comendo aquele queijo (vou comprar um estoque e abrir no verão, pra guardar pros dias frios) maroto. Frio é bom porque você pode se esquentar, e atribuo a culpa de tudo falado no segundo parágrafo à indústria têxtil, que não foi capaz de criar luvas que não te façam perder todos os movimentos da mão. Para o terceiro parágrafo, a culpa é minha admito - eu sempre me queimo quando tento acender o fogão pra esquentar a água.

Não sei porque raio os palitos de fósforo têm que ser tão curtos.

5 comentários:

bb disse...

Mas tem uns palitos que são mais longos padula.

bb disse...

E vc acha q a gente tem sorte? Homem só tem que tirar o pelo do rosto e se não o fizer nem é chamado de porco por causa disso.

Thiago Padula disse...

O problema é que o pessoal em casa só compra palitos curtos, e eu tenho vergonha de dizer que não consigo lidar com eles.

Agora, pode ser que a gente só precise tirar o pelo do rosto, mas em compensação precisamos fazer todo dia...

Lubel disse...

Frio?
Seja homem e saia pela manha de camisa regata e berbunida tipo aquelas de tenistas!
No mais, minhas maos doem... é normal quando a gente digita e nao tentem os dedos tocarem direito no teclado? =O

Erika Stark disse...

Embora essa postagem seja de 10 longos anos atrás, eu estou aqui agora.
E outra coisa bastante interessante, é que hoje é um exato dia polar aqui em São Paulo.
Então eu posso me identificar com algumas coisas.

Acho que, o pior de tudo são as tarefas de casa. Ter que lavar aquela imensa e gigantesca louça que nunca acaba enquanto a pia jorra uma água que gela até os seus ossos, e em seguida, a gela a sua alma também e lavar o banheiro são sem dúvida, uma boa forma de morrer congelado.

Bom. Isso me faz pensar no The Sims. Não sei porque.


The Office é uma série boa? Na verdade, não sei porque eu estou perguntando. Você nunca irá me responder - e provável que não vá ler também - mas de qualquer forma, eu tenho uma lista com 11 coisas que eu preciso urgentemente assistir (sejam séries, animes ou filmes) e eu acho que não é uma boa ideia eu somar com mais uma.
Ou será? Afinal, algum dia eu irei terminar tudo o que eu preciso assistir?
Não, porque sempre surgem coisas novas.




tenho medo de palitos de fósforos