domingo, 18 de novembro de 2007

O cliente semple tem lazão

Já ouvi dizer muito sobre as diferenças de comportamento dos povos espalhados pelo mundo afora, embora nunca tenha saído desse Brasilzão pra conferir. Falam que os argentinos são metidos, os estadunidenses são burros e os orientais são reservados. Tá.

Em São Paulo, com essa quantidade incrível de gente saída de todos os buracos desse planeta, é possível esbarrar em gente de toda cor e formato de cabeça. E aí tem o nosso querido Stand Center.

Explicação pra quem não tá ligado: o Stand Center fica na avenida Paulista, e é tipo um 'shopping' cheio de stands onde se encontra de gravatas e charutos a dvds pra pôr no carro. É também possivelmente o lugar onde mais se encontra oriental por metro quadrado, e eu falo de orientais legítimos, nascidos lá na outra banda do mundo.

A comunicação normalmente é bem difícil com eles, mas o que mais me incomoda, e isso provavelmente passa pelo aspecto cultural, é o modo como nos atendem.

Entenda bem, não sou xenófobo, bem pelo contrário, acho ótimo que todo esse povo que não encontrou boas condições em seus países ou estados de origem venham se abrigar sob as asas dessa megalópole insana. Só acho que, se você se deu ao trabalho de cruzar cinco continentes e abandonar um país economica e tecnologicamente desenvolvidíssimo para encontrar um modo de viver aqui no meu cantinho, pelo menos tenha a decência de olhar na minha cara enquanto me atende.

É só isso que eu peço. Pode burlar os impostos daqui, pode tomar as vagas dos meus filhos nas universidades, eu não ligo. Podemos perfeitamente conviver em harmonia. Mas me irrita muito, muito mesmo quando eu quero comprar algo de alguém e o filho de uma égua tem comigo a mesma atitude de quem está lendo um jornal enquanto caga.

Estamos combinados?

3 comentários:

Morto de frio disse...

Que coisa horrível de se dizer.
Vc que tome vergonha na cara e para de comprar produto pirata nesses lugares, Thiago.

Thiago Padula disse...

Só se por vergonha na cara você quer dizer ganhar na loteria ou casar com uma velha rica pra arrumar dinheiro pra pagar os preços pornográficos dos produtos originais.

Rezão disse...

PEN DIVE 50 REAL.
CHEQUE NON, SÓ DINHELO.

Esses caras são ph...!!!