terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Tchubaruba

Eu completei, no último dia 7, 23 anos. Até agora, tenho me achado jovem (apesar da rabugice), mas ontem aconteceu algo que inverteu totalmente minha perspectiva da vida e me lançou numa masmorra cinzenta e mal iluminada cheia de teias de aranha e dentaduras em copinhos.

Essa menina, a Mallu, tem 15 anos (ou 14). Quando eu tinha 15 anos eu era um nerd bitolado em anime. A Mallu canta, toca e compõe música. Não qualquer música, música boa pra caralho.

Ouve aqui: http://www.myspace.com/mallumagalhaes

Quando ouvi as canções dela, me senti um velho acabado sem talento. Joguei meu violão no sofá, não me sentia mais digno de usá-lo. De algum modo, senti como se estivesse naquelas filas de restaurante por quilo, e de repente a fila vai te empurrando mas a comida que você queria mesmo vai ficando pra trás.

Essa molecada toda que eu vi crescendo e pra quem eu inventava qualquer desculpa pra não deixar jogar bola com os ditos 'grandes' hoje é grande também e já começa a cravar suas presas na carne do mundo. Boa sorte pra eles, e, acima de tudo, pra nós, decrépitos maiores de idade...

2 comentários:

Rev disse...

E da-lhe Mallu!!!
Valeu pela dica, Pada.

bb disse...

Pads isso eh inveja pura. e eu sofro do mesmo mal.