quarta-feira, 14 de julho de 2010

Má influência

Eu já disse num outro post - preguiça de procurar o link, desculpa - que sou muito facilmente influenciável. Sou um pequeno graveto na correnteza (os engraçadinhos dirão que eu sou um pequeno graveto, ponto), arrastado pra uma cascata de decepção e autoconstrangimento. Eita, que drama.

Eu quero ser um monte de coisas só pelo estímulo recebido. Se eu vejo Seinfeld, quero ser comediante; se vejo Slam Dunk, quero jogar basquete; se vejo The Big Bang Theory, quero ser inteligente; se assisto a Copa do Mundo, quero ser o celular da Larissa Riquelme; e por aí vai.

Vamos deixar isso claro: eu nunca vi, nem verei, O Segredo de Brokeback Mountain. Nunca se sabe o que pode acontecer.

Daí que eu tenho assistido bastante Scrubs, e adivinhem, estou com mó vontade de ser médico. Pode não parecer nada de mais, não fosse o fato de que eu tenho horror - HORROR (tenta repetir arranhando bastante na parte dos dois R) a sangue, vísceras, órgãos, ou qualquer coisa que costume ficar dentro do corpo humano. Imagina a bosta de médico que eu seria: enquanto o pobre do paciente tá lá gritando porque o fêmur dele está empalando a coxa, eu fico olhando pro outro lado e gritando 'volte pra dentro, por favor, senhor osso!'

Quando criança, eu era menos reservado quanto a essa repulsa. Todo mundo sabia que eu não gostava de sangue, e até fazia questão de me mostrar quando rolava algum. Hoje eu tento fingir que não me preocupo, porque sacomé, velho, careca, barbudo, fica feio demonstrar esse tipo de fraqueza. E convenhamos, eu já demonstro tantos outros tipos de fraqueza que esse aí pode passar.

Mas é que dessa vez é preocupante: leia os textos desse blog e você verá minhas aspirações a humorista, participe de uma discussão comigo e perceberá como eu tento parecer inteligente, jogue uma bola de basquete na minha direção e vai me ver quicando ela no chão feito malandrão do Bronx - inclusive tentando passá-la entre as pernas e provavelmente acertando o saco. Quanto ao celular, pff, leia o texto de baixo. Então estou aqui pedindo a sua ajuda, caro leitor: não me deixe ser médico. Não me deixe nem ajudar uma pessoa que precisa de primeiros socorros. Imagina eu desmaiando em cima de um cara que acabou de ser atropelado. Não vai ser bom pra ninguém. Se puder colaborar comigo, seria de imensa ajuda.

O Vida de bosta também faz bem pra sociedade, veem? =)

2 comentários:

Jperre disse...

Mas o fato de vc assistir Scrubs não deveria reforçar seu desejo de ser...comediante?

Antonio ... disse...

Começa a assistir Two and a Half Men: ou você vai sair com todas as menininhas, ou vai comer tudo que tiver na geladeira, ou ... É talvez seja bom não assistir.

Abraços!