sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Retrô

Acaba um ano, nada muda. Mas como eu pouco escrevi nesse blog em 2011, e tenho certeza que você está curiosíssimo pra saber quais as coisas superemocionantes que aconteceram na minha vida de merda (só de sacanagem) nos últimos 364 dias, aí vai uma lista, não ordenada, das mais importantes.

Uma observação: talvez algumas coisas aí pareçam ridículas ou fora da realidade, mas é assim que eu sou.

  • Mudei de casa, pra longe dos meus papais
  • Comprei um Nintendo 64
  • Comprei um Wii preto, mas não me entregaram
  • Consegui meu dinheiro de volta, o que pra mim é uma grande vitória (entenda que eu sou tão palerma que se uma pomba cagar na minha cabeça eu peço desculpa por ter obstruído o caminho até o chão)
  • Assisti o Primal Scream, o Teenage Fanclub, o Black Rebel Motorcycle Club e o Eric Clapton
  • Revi o Pearl Jam, o Faith no More e o Sonic Youth
  • Fiz um show (não foi ótimo)
  • Comi pizza (sério)
  • Passei dos 60 quilos (sério)
  • Reabri minha lojinha
  • Conheci Community, Louie e Parks and Recreation
  • Não corri nenhum risco de vida, o que eu não sei se é bom ou ruim
  • Não posso dizer o mesmo de Cecília, a minha gatinha, que foi assassinada na manhã do dia 12 de outubro
  • A micose nas unhas do meu pé sararam (e esse ganha o prêmio de grande acontecimento positivo do ano)
E, bem, é isso. A você, amigo leitor, que 2012 seja melhor do que foi o meu 2011. Não é difícil, mas enfim.

3 comentários:

Tati disse...

Ótimo 2012 para vc. Continuo sendo sua fã, enTro sempre e quando não tem textos novos leio os antigos. Parabéns mais uma vez pelo blog, seus textos são excelentes.

Mais de mim. disse...

Você é ótimo Paduleta! Adoro ler seus textos tão cheios de sacarmos... Imagino você falando, com aquela vontadeeeee que só você tem.

Otávio Pacheco disse...

Acho que vou fazer no meu blog também um post dos acontecimentos de 2011. Só pra garantir a lembrança, no caso do Alzheimer pegar fudido.
De cabeça eu me lembro que passei belos riscos de vida, uma delas perdi até um dente e teve muito sangue.