quinta-feira, 9 de julho de 2009

Just say yes

Sei que eu fico aqui pagando de moleque rebelde, apontando o dedo virtual na cara de pessoas que evidentemente não estão na minha frente (já disse: sou bundão, só falo mal pelas costas), mas a verdade, você deve saber, é que sou total Mariavaicasôtra. Total. Não tenho personalidade, não tenho originalidade, só sigo o mestre.

Eu tendo sempre a concordar com quem aponta um bom argumento. Sem questionar. A lógica fazendo sentido, por mais que seja contra tudo por que deveríamos zelar, tô comprando. Se o Maluf tivesse um blog, é bem provável que todos os meus direcionamentos políticos (1 - não votar no Maluf; 2 - não votar em ninguém) se despedaçassem como meu coração toda vez que vejo um Pikmin morrer.

Na outra mão, eu costumo criar total aversão a algo só porque muitas pessoas falam bem. Exemplos? Stand-up comedy, Tropa de Elite, Harry Potter, Madonna, essa porra de cultura trash, e por aí vai descambando. Então, a) eu me solidarizo com alguém só por ouvir seu argumento, sem objeções; e b) eu detesto algo simplesmente porque me irrita ver tantas pessoas gostando.

Meu irmão, matemático formado, volta pra casa na semana que vem. Mas nem preciso dele pra ajudar nessa conta: a + b = x, sendo 'x' um abjeto rascunho de ser humano. Bom, pelo menos já sei como começar minha necrografia.


Só não vou deletar esse texto porque estou em débito com o blog.

3 comentários:

Carol disse...

Imaginei no seu epitáfio: a + b = x....

Edu disse...

Já reparou que a maior parte das pessoas que comentam aqui são garotas?
Você é o Chico Buarque do blog.

Jéssica, a antropofágica disse...

Cara,eu ainda me achava a pessoa mais misantropa da face da terra, mas, agora que eu teu descobri, fico bem mais aliviada!
Cuida-te!